Heróis de Todo Mundo é destaque nesta quinta feira

heróis_de_todo_mundo006Como parte das programações alusivas aos 121 anos da Abolição da Escravatura e como momento de reflexão sobre o Dia Nacional de Denúncia Contra o Racismo, a Associação Cultural Rio Brasil Arte Capoeira, exibirá, nesta quinta-feira, 14 de maio, às 19 horas para os (as) alunos (as) que participam das Oficinas de Capoeira na Escola Municipal Professora Áurea da Costa Ayres, em Magé e para a comunidade do entorno o filme HERÓIS DE TODO MUNDO. São “30 documentários apresentando aspectos da biografia de cidadãos e cidadãs brasileiras afrodescendentes, atuantes na nossa História nos campos da cultura, da ciência e da vida política. A trajetória desses heróis é apresentada por outros ilustres negros brasileiros, que reproduzem suas falas e, no final, dizem seu nome e área de atuação, qualificando-se, orgulhosamente, como “cidadão (cidadã) negro (a) brasileiro (a)”.¹

Desde a aprovação da Lei 10.639/2003, nossa Associação tem levado para as escolas onde atuamos a discussão sobre as relações étnicas raciais. Uma das formas que encontramos para travar discussões com a comunidade escolar foi à exibição de filmes temáticos e logo após esta exibição realizamos debates. O que tentamos, através deste trabalho, é criar uma identidade racial e diminuir as formas dissimuladas de racismo que ainda encontramos na comunidade. Como este debate muito pouco ou quase nada tem sido travado aqui na região, tentamos transformar o nosso trabalho num centro de referência para estas discussões. Isto tem dado bom resultado.

Aproveitaremos nesta ocasião para falarmos sobre Lima Barreto, escritor pré-modernista nascido no dia 13 de maio de 1881 e falecido no dia 01 de novembro de 1922. “Lima Barreto foi o crítico mais agudo da época da República velha no Brasil, rompendo com o nacionalismo ufanista e pondo a nu a roupagem da República, que manteve os privilégios de famílias aristrocátricas e dos militares. Em sua obra, de temática social, privilegiou os pobres, os boêmios e os arruinados. Foi severamente criticado peloLima Barretos seus contemporâneos parnasianos por seu estilo despojado, fluente e coloquial, que acabou influenciando os escritores modernistas. Também queria que a sua literatura fosse militante. Escrever tinha finalidade de criticar o mundo circundante para despertar alternativas renovadores dos costumes e de práticas que, na sociedade, privilegiavam pessoas e grupos. Para ele, o escritor tinha uma função social”.²

Este mês é para nós especial: nasceram o geógrafo Milton Santos (03/05); Lima Barreto, já citado, e Malcolm X (19/05). Lima Barreto e Milton Santos, inclusive, estão neste documentário.

Serviço:

Filme: Heróis de Todo Mundo

Data: 14 de Maio de 2009

Local: Escola Municipal Professora Áurea da Costa Ayres

Rua Dois, nº 173 – Vila Esperança – Magé – RJ

Horário: 19 horas

Informações: 21 8135-9232

Fonte:

¹ Saberes e fazeres, v. 2: modos de sentir/coordenação do projeto Ana Paula Brandão – Rio de Janeiro – Fundação Roberto Marinho, 2006

² Wikipédia – a enciclopédia livre

Para saber mais: A Cor da Cultura

maio 13, 2009 at 7:48 pm

“Pastinha, uma vida pela Capoeira” será exibido no dia 18

A Associação Cultural Rio Brasil Arte Capoeira, como parte das comemorações dos seus 10 anos de fundação e pelos 120 anos do nascimento de Mestre Pastinha, estará realizando na Escola Municipal Professora Áurea da Costa Ayres, na cidade de Magé – RJ , no dia 18 de abril, às 15 horas e trinta minutos, exibição do filme “Pastinha – Uma Vida pela Capoeira”, de autoria de Antonio Carlos Muricy.

filme_pastinhaMestre Pastinha, conhecido como Guardião da Capoeira Angola, recebeu, nos anos 30, da velha Guarda da Capoeira da Bahia a missão de defender a Capoeira Angola tradicional das mudanças introduzidas para aumentar sua eficiência “enquanto luta”.

“Pastinha! – Uma vida pela Capoeira”, é um documentário filmado no Rio de Janeiro, Salvador e Nova Iorque, EUA. É ilustrado com fotos de David Zingg e de Pierre Verger e por desenhos e pinturas de Capoeira do próprio Mestre Pastinha e “representa uma rara oportunidade de se conhecer os fundamentos e a história da lendária Capoeira Angola e de seu maior Mestre; Pastinha!

Após a exibição do filme faremos uma grande roda de Capoeira Angola.

Serviço:

Escola Municipal Profª Aurea da Costa Ayres

Rua Dois, nº 173 – Vila Esperança – Magé – RJ

Data: 18/04/2009

Horário: 15h30min

abril 10, 2009 at 12:04 am

Está na hora da Capoeira do Brasil mostrar a “cara” e apresentar propostas para a reforma da Lei Rouanet

Grande debate tem sido travado em Brasília sobre o Programa de Fomento e Incentivo à Cultutra (Profic), em substituição  à Lei Rouanet. Este Programa pretende, entre outras coisas, promover o desenvolvimento cultural e artístico e fortalecer a economia da cultura.

Em seu artigo 3º, o Profic pretende promover, desenvolver e fortalecer:

I – a expressão cultural dos diferentes indivíduos, grupos e comunidades das diversas regiões do País e a necessidade de apoiar sua difusão;

II – as diferentes linguagens artísticas, garantindo suas condições de realização, circulação, formação e fruição nacional e internacional;

III – a preservação e o uso sustentável do patrimônio cultural brasileiro em suas dimensões material e imaterial;

IV – a ampliação do acesso da população à fruição e à produção dos bens e serviços culturais e sua plena liberdade de expressão;

V – o desenvolvimento da economia da cultura, a geração de emprego, ocupação e renda;

VI – as atividades culturais afirmativas que busquem erradicar todas as formas de discriminação e preconceito;

VII – os arranjos produtivos locais da cultura e as expressões da cultura popular;

VIII – a relevância das atividades culturais de caráter inovador ou experimental;

IX – a necessidade de formação, capacitação e aperfeiçoamento de recursos humanos para a produção e a difusão cultural;

X – a valorização da língua portuguesa e das diversas línguas e culturas que formam a sociedade brasileira;

XI – a difusão e a valorização das expressões culturais brasileiras no exterior, assim como o intercâmbio cultural com outros países;

XII – a valorização de artistas, mestres de culturas tradicionais, técnicos, pesquisadores e estudiosos da cultura brasileira; e

XIII – a valorização da diversidade cultural da humanidade.

Dado a importância o Portal Capoeira do Rio vem propor aos capoeiristas de todo o Brasil um debate nos seus estados de origens com os diversos seguimentos da Capoeira e da sociedade para que consigam, democraticamente, enviar propostas concretas que venham de encontro aos interesses da classe capoeirística e da sociedade. A diversidade existente na Capoeira com certeza irá enriquecer e muito as propostas que hora deverão ser apresentadas.

Para ajudar nesta discussão estamos criando um tópico na nossa Rede Social Capoeiristas do Brasil e do Mundo para recolhermos as sugestões e encaminharmos para o Ministério da Cultura e para a Casa Civil.

Mas claro que se você tiver sugestões de alteração à proposta de lei que cria o Programa de Fomento e Incentivo à Cultura (Profic), em substituição à Lei Rouanet, poderá enviá-la diretamente para o endereço eletrônico profic@planalto.gov.br ou, por correio, para a Presidência da República – Palácio do Planalto, 4º andar, sala 3, Brasília-DF, CEP 70.150-900. Poderá, ainda, participar das discussões diretamente no Blog da Lei Rouanet.

Conheça a proposta na íntegra de mudança da Lei acessando a página da Casa Civil. A consulta pública ficará aberta durante 45 dias e depois seguirá para o Congresso Nacional.

abril 5, 2009 at 7:47 pm

MinC discute com a população reforma da Lei Rouanet

Se você tem sugestões de alteração à proposta de lei que cria o Programa de Fomento e Incentivo à Cultura (Profic), em substituição à Lei Rouanet, acesse o texto, na íntegra, na página da Casa Civil. A consulta pública ficará aberta durante 45 dias e depois seguirá para o Congresso Nacional.

Em 23 de abril, o ministro da Cultura, Juca Ferreira, apresentou em Brasília o projeto da nova lei. O Ministério da Cultura criou o Blog da Lei Rouanet para a discussão da nova proposta. Se quiser, deixe seu comentário.

Também é possível enviar sugestões para o endereço eletrônico profic@planalto.gov.br ou, por correio, para a Presidência da República – Palácio do Planalto, 4º andar, sala 3, Brasília-DF, CEP 70.150-900.

Fonte: Cultura Viva

abril 5, 2009 at 6:52 pm

Sejam bem vindos ao nosso blog

Aqui vocês conhecerão o trabalho que desenvolvemos com crianças, adolescentes e adultos ao longo de quase 30 anos de capoeira.

abril 4, 2009 at 9:30 pm 2 comentários

120 anos daquele que se foi fisicamente, mas que ficou guardado em nossa memória: Mestre Pastinha

Mestre Pastinha nasceu no dia 05 de abril de 1889 e faleceu no dia 13 de novembro de 1981. Este ano ele estaria completando 120 anos. Iniciou-se na Capoeira aos dez anos de idade. Ele contava que brigava sempre com um sujeito mais forte que ele e sempre perdia. Um negro africano, ao observar o que sempre acontecia com ele, convido-o para aprender alguns movimentos de Capoeira, em vez de perder tempo empinando papagaios. Este negro chamava-se Benedito.
A Capoeira Angola exerceu na personalidade de Mestre Pastinha um irresistível fascínio que o transformou num verdadeiro predestinado para o ensino desta arte. Em 23 de fevereiro de 1941 fundou a Academia Centro Esportivo de Capoeira Angola. Sua profissão era a de pintor, mas em virtude da cegueira em uma das suas vistas, ele foi obrigado a abandonar a profissão em 1923.
Mestre Pastinha passou oito anos na Marinha de Guerra, onde foi músico e ensinou, ainda, Capoeira para os seus colegas de farda. Deu baixa e continuou na Capoeira nos dias santos, feriados e domingos. Mestre Pastinha também foi jogador de futebol, chegando a treinar na equipe do Ypiranga, seu time de coração. Foi engraxate, vendeu jornais, praticou esgrima, ajudou a construir o Porto de Salvador, foi alfaiate, fez garimpo e também tomou conta de casa de jogos, ocupando o cargo de “leão de chácara”, onde seu dever era manter a ordem no recinto. Mas o que Mestre Pastinha gostava mesmo era de viver para a sua arte, a Capoeira Angola.
Mestre Pastinha foi um dos maiores Mestres da Bahia, sendo hoje o principal referencial quando se fala de Capoeira Angola no Brasil e no mundo. Um de seus grandes amigos foi o escritor Jorge Amado, que no livro “Bahia de Todos os Santos” falou de Mestre Pastinha e de sua Capoeira.
Mestre Pastinha é também conhecido como o “Guardião da Capoeira Angola”, pois no final dos anos 30 recebeu da Velha Guarda da Capoeira da Bahia a missão de defender a Capoeira Angola tradicional das mudanças introduzidas para aumentar sua eficiência “enquanto luta”. Graças a Pastinha e os seus discípulos, a Capoeira Angola – essa extraordinária arte afro-brasileira de luta e dança mandingueira, que figura entre o que de melhor e de mais fino se criou no nosso país – está viva e é a “novidade” na Capoeira atual: a renovação da Capoeira através do reencontro com suas origens e raízes mais profundas.
Para Mestre Pastinha “o capoeirista deve ter em mente que a Capoeira não visa, exclusivamente, preparar o indivíduo para o ataque ou a defesa contra uma agressão, mas desenvolver, ainda, por meio de exercícios físicos e mentais um verdadeiro estado de equilíbrio psicofísico, fazendo do capoeirista um aut6entico desportista, um homem que sabe dominar-se antes de dominar o adversário. O capoeirista deve ser calmo, tranqüilo e calculista.”
Apesar de ser uma das grandes celebridades da vida popular da Bahia, chegando a ir até o continente africano – convidado pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil, como integrante da delegação brasileira, junto ao Premier Festival Internacional dês Arts Nègres, de Dakar, em abril de 1966 – pastinha, no final de sua vida, foi praticamente esquecido. Chegou a ser despejado de onde morava e, em fins de 1979, após um derrame cerebral e internação de um ano em Hospital Público, vai para o abrigo Dom Pedro II. Morre aos 92 anos, em 13 de novembro de 1981.

Continue Reading abril 4, 2009 at 8:11 pm Deixe um comentário


Calendário

novembro 2014
S T Q Q S S D
« mai    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Nossas Fotos

Eu e Mãe Rita da Associação das Baianas do Acarajé em reunião do Conselho Nacional de Política Cultural, em Brasília. Vamos que vamos. #OcupaCapoeira.

Mestres Edvaldo Baiano e Tio Robson no Teatro Municipal do RJ. Vamos que vamos. #OcupaCapoeira.

Reunião da Ocupação Fazenda Colubandê - Quem Ama Cuida, realizada na Acesg - SG. Mestres Paulão e Pulga,  Professora Celi Santana e a Jornalista Cecília estiveram presentes.

Segunda etapa do 3° CONGRESSO ESTADUAL UNITÁRIO DE CAPOEIRA realizado em Belford Roxo. Vamos que vamos. #OcupaCapoeira.

Mestres Paulão, Tio Robson e Assis no evento do Mestre Juarez, no mês de junho. Vamos que vamos. #OcupaCapoeira.

Posse do Conselho de Mestres da Salvaguarda da Capoeira do Rio de Janeiro no Teatro Municipal. Vamos que vamos. #OcupaCapoeira.

Posse do Conselho de Mestres da Salvaguarda da Capoeira do Iphan no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Nós estávamos lá. Vamos que vamos. #OcupaCapoeira.

Mestres Paulão e Tio Robson no Evento do Mestre Pulga e Professor Bonequinho, em Magé, no mês de junho. Vamos que vamos. #OcupaCapoeira .

Mais fotos

Posts Recentes

Os mais acessados

  • Nenhum

Assine nossos feeds

Arquivos

Estatística

  • 3,570 hits

Estamos aqui


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.